OPINANDO: Tenha papas na língua! Era o que minha mãe me dizia que deveria ter quando se manifestasse.

Jair Bolsonaro deu uma entrevista ao Jornal Globo e fiquei com mais algumas rugas de preocupação. Disse ele que não vai mudar. “Sou assim mesmo. Não tem estratégia. Se eu tivesse preocupado com 2022 não dava essas declarações”. Foram declarações a respeito da morte do pai do Presidente da OAB e tantas outras declarações.

Se até a Vanusa mudou… “Hoje eu vou mudar, vasculhar minhas gavetas, jogar fora sentimentos e ressentimentos tolos… Pôr na balança a coragem, me entregar no que acredito…”.  Música de Vanusa, década de 1970.

Acho muito radical alguém bater o pé e dizer que não vai mudar nunca. Nem acredito nisso. Todos de alguma maneira acabam mudando. Porém, olhando por outro prisma, se uma pessoa diz que não vai mudar, fica mais fácil de conviver, aceitar e até prever o que acontecerá nos próximos capítulos. Mas, por outro lado, fica difícil também de aceitar que mesmo que essa pessoa veja que a sua não mudança está causando estragos, esta opte por manter sua “palavra” de não mudança, às vezes por teimosia ou por achar que se mantendo assim sua imagem não será afetada. E então as pessoas poderão até respeitá-la mais.

Sei que pode parecer muita filosofia, mas não estamos falando de um ser qualquer, de uma pessoa comum. Estamos falando de um presidente em que mais de 57 milhões de pessoas depositaram suas esperanças, crenças, apostas. Mesmo que eu não faça parte desse contingente de votos, mas também não sou gourador. Não fico torcendo contra. Quero que dê certo, mas

Bolsonaro poderia, pelo bem da nação, rever alguns conceitos. Deveria ser mais cauteloso em suas declarações, deveria pensar e repensar sempre antes de soltar a língua, muitas vezes por demais afiada. Deveria saber controlar sua impulsividade em falar e dar declarações.

É claro que Bolsonaro é um presidente bem diferente do que estamos acostumados. Ele é um presidente internauta que ama as redes sociais. E essas são perigosas se não se toma cuidado. Um massacre de imagem é muito mais fácil de se propagar e o estrago pode ser monstruoso.

Me incomoda saber que o presidente será isso daí mesmo. Sem tirar nem pôr. Parece algo sem vida. Inanimado. Mas não. Ele é um ser pensante, com sentimentos, e que, no meu humilde entender deveria deixar a vida ir mostrando que existem caminhos e que mudar é bom. Ou pelo menos estar aberto para mudar.

Siegmund Berger

Um comentário em “OPINANDO: Tenha papas na língua! Era o que minha mãe me dizia que deveria ter quando se manifestasse.

  • 4 de agosto de 2019 em 20:00
    Permalink

    Comentários de esquerda não afetará a atuação do nosso presidente !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *