Após críticas e ameaça de Bolsonaro, Juninho se coloca à disposição para mudanças em Cariacica

Jair Bolsonaro ameaçou retirar a tropa da Força Nacional de Segurança de Cariacica, caso o disque-denúncia não fosse encerrado

Texto: Redação FV/Foto: Reprodução

Após ser criticado pelo presidente Jair Bolsonaro, o prefeito de Cariacica, Juninho (Cidadania), esclareceu a criação do disque-denúncia. Bolsonaro ameaçou retirar Força Nacional de Segurança de Cariacica, caso o canal não fosse encerrado.

O assunto repercutiu rapidamente e poucos minutos após a fala o presidente, o prefeito de Cariacica se pronunciou através de um vídeo nas rede sociais.

“Estou em meu gabinete e fiz questão de mostrar como é que funciona a ouvidoria do município, que nós criamos em 2017, para que a população pudesse sugerir, contribuir, reclamar […] e nós colocamos esse mesmo canal à disposição do programa “Em Frente Brasil”, para que a gente tenha um sucesso com este programa de enfrentamento à violência”, disse.

A alegação do presidente Jair Bolsonaro é de que o disque-denúncia interfere no trabalho da Força Nacional de Segurança. “Se for começar a denunciar policiais, a gente troca de município”, afirmou.

O prefeito de Cariacica argumentou que, desde a criação do canal de denúncias,  não foram registradas queixas contra militares do Espírito Santo ou da Força Nacional. Antes de encerrar o vídeo, ele afirmou que está aberto à mudanças — se referindo ao disque-denúncias. “Se a gente tiver que fazer alguma mudança para que este programa continue dando certo na nossa cidade, nos colocamos à disposição”.

Entenda o caso
Na quinta-feira (03), o presidente Jair Bolsonaro criticou a atuação do prefeito de Cariacica, Geraldo Luzia de Oliveira Junior (Cidadania), o Juninho, que implementou um disque-denúncia para receber abusos da Força Nacional de Segurança. Bolsonaro ameaçou encerrar o programa no município, caso por causa do canal de denúncias criado pela prefeitura de Cariacica.

“Se a questão da segurança tá muito bem em Cariacica, a gente muda de cidade”, disse. “Eu, como chefe supremo das Forças Armadas, e o Sergio Moro, que está fazendo um brilhante trabalho, não podemos expor nossos agentes de segurança ao disque-denúncia”, disse Bolsonaro.

Cariacica é uma das 5 cidades no Brasil a receber o programa do Ministério da Justiça e Segurança Pública, “Em Frente, Brasil”.

Força Nacional em Cariacica

Há pouco mais de um mês, desde que chegou em Cariacica, a Força Nacional de Segurança trabalha no combate para a redução da criminalidade e violência. Comparado a 2018, o mês de setembro registrou uma redução de 47% no número de homicídios na cidade. Porém, houve um aumento em comparação o mês de agosto, onde foram registrados apenas 9.

De janeiro a setembro deste ano, aconteceram 117 homicídios em Cariacica, mas setembro registrou uma das maiores quedas do Espírito Santo. Foram 10 assassinatos este ano, 47% menos do que os 19 que aconteceram no mesmo período do ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *