Polícia Ambiental apreende pássaros silvestres em cativeiro

Texto Kennedy Lenk/Fotos: Polícia Ambiental

A Lei número 9605/98, no Artigo 29, Inciso III, diz que é crime a prática de manter em cativeiro pássaros da fauna silvestre. Entretanto, em Afonso Cláudio o Batalhão da Polícia Militar (BPM), trabalha quase que diariamente na verificação e apreensão de pássaros e outros crimes ambientais. No início da semana, foram apreendidos pássaros e gaiolas em dois pontos da cidade.

Por meio de denúncia anônima, policiais ambientais circularam por bairros e localidades rurais de Afonso Cláudio e descobriram que muitas pessoas ainda não tem a consciência do ilícito e mantêm aves em cativeiro, algumas inclusive com risco de extinção. No Bairro Grama e na comunidade rural de Vargem Grande, vários pássaros e gaiolas foram apreendidas.

Os responsáveis por manter os pássaros sem licença, ou autorização dos órgãos competentes, assinaram um Termo Circunstanciado e terão que se apresentar à justiça quando convocados, a fim de prestarem esclarecimentos. Outros possíveis crimes ambientais cometidos por outros envolvidos serão verificados pelos policiais do BPM de Afonso Cláudio.

A Polícia Ambiental relata que cinco casas foram visitadas na segunda-feira (24), entre elas,  em três foram verificadas o crime ambiental. No total, dez aves e nove gaiolas foram apreendidas e entregues à Secretaria de Meio Ambiente, que terão o cuidado de verificar a situação de saúde dos pássaros e retorná-los ao seu habitat natural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *