Dia dos Pais

Respeite o seu pai e a sua mãe, para que você viva muito tempo na terra que estou lhe dando. Êx 20.12

Não sei mais o que devo fazer. Meus filhos são impossíveis. Não me respeitam nem me obedecem. Não querem estudar. Estou desesperado. Meus filhos me levarão para a sepultura. Assim se lamentava um senhor cristão, pai de três filhos.

Cenas como essa se repetem, hoje, em milhares de famílias. Os tempos mudaram e são difíceis: os filmes e jogos agressivos invadem os lares; a maioria das mães precisa trabalhar fora do lar; os pais não têm mais tempo para a educação dos filhos, saem de manhã bem cedo, quando os filhos ainda dormem e quando chegam em casa, exaustos, pelo trabalho, não tem disposição para estar com seus filhos. Aí vem o perigo das drogas e más companhias que estão pervertendo e matando crianças e jovens.

O número de lares cristãos está decrescendo. Lares no sentido próprio da palavra: onde pais e filhos vivem em harmonia, em concórdia, em respeito, em honra e adoram o mesmo Deus e Salvador. O número de jovens delinquentes e de velhinhos abandonados aumenta dia a dia. Os asilos estão lotados. Uma grande brecha ou ruptura existe entre pais e filhos. Pais se queixam dos filhos; Filhos se queixam dos pais. Por quê? Porque grande parte da geração presente esqueceu o quarto mandamento: Respeite (honra) o seu pai e a sua mãe, para que você viva muito tempo na terra que estou lhe dando.

O apóstolo Paulo fala sobre o mesmo assunto, e lembra: Pais, não tratem os seus filhos de um jeito que faça com que eles fiquem irritados. Filhos, o dever cristão de vocês é obedecer ao seu pai e à sua mãe!

Quando Deus, lá no Sinai, ditou o Quarto Mandamento, acrescentou a promessa: Para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor, teu Deus, te dá. É o único dos Dez Mandamentos que tem uma promessa, uma bênção especial. mostrando a importância da família – de uma vida mais longa, mais feliz, mais abençoada. Todos nós somos filhos – filhos jovens, filhos idosos. Todos nós possuímos pais, pais jovens, pais idosos. Se hoje existimos, existimos graças aos nossos pais, que são co-criadores com Deus. Nossos pais são nossos superiores sempre. Deus pede que honremos, sirvamos, obedeçamos, amemos, queiramos bem e respeitemos os nossos pais.

Para que haja paz, concórdia e harmonia em nosso lar, para que possamos ver a alegria de nossos pais ou receber o amor de nossos filhos, para que nos seja concedida a bênção do Pai dos Céus, importa observar o mandamento de nosso Deus: Respeite (honra) o seu pai e a sua mãe, para que você viva muito tempo na terra que estou lhe dando.

Deus quer abençoar pais e filhos – e também com a maior de todas as bênçãos: Em Cristo dar a Vida Eterna.

Feliz dia dos pais! Deus os abençoe sempre.

Pastor Roberval Ribet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *