Super fertilidade: aos 40 anos, mulher tem 38 filhos biológicos; entenda!

A primeira gestação foi aos 12 anos, quando engravidou de gêmeos; caso da super fertilidade acontece quando há uma predisposição genética
Mariam Nabatanz passou por uma cirurgia para impedir que tenha mais filhos.

Seria um recorde? É provável que sim! Aos 40 anos, Mariam Nabatanzi possui 38 filhos biológicos. A maternidade para a mulher que mora na Uganda, no continente africano, começou cedo, aos 12 anos de idade, quando ficou grávida pela primeira de gêmeos.

O mais impressionante é que depois, ela teve mais cinco pares de gêmeos, quatro casos de trigêmeos e três outros de quadrigêmeos. Neste ano, Mariam Nabatanz passou por uma cirurgia para impedir que tenha mais filhos, conforme noticiou o jornal britânico The Daily Mirror.

Há explicação  

Karina Tafner é ginecologista e obstetra, e médica-assistente do Ambulatório de Reprodução Assistida da Santa Casa, em São Paulo e explicou que a condição é possível quando uma mulher possui predisposição genética que torna mais de um óvulo disponível a cada ciclo menstrual, diferente da maioria das mulheres que produzem apenas um óvulo por mês.

Segundo a médica, ter predisposição genética para ter gêmeos não significa que a mulher terá duas ou mais ovulações em todos os ciclos, apenas que isso acontece com maior frequência. Além disso, nem todos os óvulos têm bom potencial reprodutivo. “Depois dos 35 anos, os óvulos que restam no corpo da mulher já estão velhos, o que aumenta a chance de abortamento por alteração cromossômica, que é a maior causa de abortamento”, afirma a especialista.

Foto: Divulgação Ter predisposição genética para ter gêmeos não significa que a mulher terá duas ou mais ovulações em todos os ciclos.

Formação de óvulos

Todos os óvulos de uma mulher são formados quando ela ainda está na barriga. Por volta da 20ª semana de gestação, o feto já tem todas as células reprodutivas formadas. O número varia entre 6 e 7 milhões. Durante a vida, os folículos são liberados, mas apenas um amadurece e forma um óvulo por ciclo, os demais desaparecem.

Método definitivo contraceptivo 

O método definitivo para mulheres é a laqueadura – que Marian teria feito. “A mulher pode tirar a trompa ou cortar um pedacinho e costurar. A escolha vai depender do profissional. A maioria não opta pela retirada, uma vez que, caso a mulher se arrependa, não é possível fazer a reversão,” finaliza.

Fonte: Redação FV/Fotos: Divulgação/com informações Portal R7

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *