Bombeiros e Prefeitura esclarecem sobre o possível rompimento de barragem em Marechal Floriano

Texto: Julio Huber / Foto: Divulgação – Montanhas Capixabas

Muitas informações desencontradas circularam nas redes sociais e grupos de WhatsApp em Marechal Floriano, na tarde de hoje (14), após o anúncio do risco de uma barragem se romper próximo à Sede do município. O repórter Sidney Dalvi acompanhou o trabalho dos bombeiros e de assistentes sociais, e fez transmissões ao vivo pelo Facebook do portal.

Ele conversou com o sargento Waiandt, que explicou os motivos de o Corpo de Bombeiros ter solicitado a evacuação de residências. Confira a entrevista!

A reportagem também acompanhou o trabalho de assistentes sociais, que visitaram algumas casas, juntamente com o Corpo de Bombeiros, para orientar os moradores.

Preocupados com a possibilidade do rompimento da represa, o Corpo de Bombeiros e a Prefeitura de Marechal Floriano, juntamente com a Defesa Civil, emitiram um comunicado oficial, de alerta preventivo.

“A barragem localizada no Bairro Quinta dos Lagos teve o seu vertedouro obstruído por árvores e terra, e está com a água proximamente à sua crista, perto de trasbordar. Todas as barragens de terra quando acontece à possibilidade de verter, o risco de rompimento é grande, entretanto não significa que irá romper”.

De acordo com a nota, “O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil estão fazendo uma ação preventiva para os moradores que moram próximos ao Córrego de Batatal, para deixarem suas casas, haja vista a possibilidade em um acumulado de 80 milímetros de chuva ainda nesta quinta-feira, e 30 milímetros durante o dia de amanhã. Como a barragem já esta quase transbordando, esta ação preventiva deve ser feita para evitar um estrago maior”, informou a nota.

Ainda segundo o comunicado, a informação que foi anunciada pelas redes sociais, de que a barragem acima do “Esperdião” iria se romper, não é verdadeira. Mesmo porque, se isso acontecesse, a vazão de água não chegaria à sede do município.

“Até que essas questões climáticas se estabeleçam, as devidas ações devem ser providenciadas. Em caso de dúvida ou ocorrência, o morador deve acionar a Defesa Civil, no telefone: (27) 3288-1878, ou o Corpo de Bombeiros, pelo número 193”, concluiu o comunicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *