Vítima conta drama vivido em assalto em Afonso Cláudio

Texto: Kennedy Lenk/Foto: Divulgação

Na madrugada desta última sexta (10), por volta da meia noite e meia, uma família residente no Rio do Peixe, zona rural de Afonso Cláudio, região serrana do Estado, viveu momentos dramáticos nas mãos de três bandidos encapuzados e armados. Os desconhecidos roubaram jóias, aproximadamente R$ 3 mil Reais em dinheiro, dois celulares e fugiram levando uma Hilux da família.

De acordo com a vítima Marcos Corrêa, a esposa ele e o filho já dormiam quando foram surpreendidos pelos marginais que entraram pela janela da copa. Marcos explica que a grade de proteção da janela foi cuidadosamente desparafusada facilitando a ação dos estranhos. “Quando ouvi o barulho e me levantava para verificar, já me deparei com um dos homens com a arma apontada para minha cabeça. Minha esposa e eu fomos amarrados e levados até um quarto enquanto os ladrões faziam busca na casa e roubavam o que os interessava. Durante a permanência dos bandidos, meu filho que tem apenas 5 anos não acordou, seria um grande trauma para ele” ,disse Marcos.

Ao Diário ES, Marcos Corrêa contou com detalhes o que ocorreu dentro de sua casa, veja a entrevista:

Diário ES: A que horas os bandidos entraram em sua residência?

Vítima: Era por volta de 00h30 quando ouvi um barulho, me levantei para verificar e já me deparei com a arma apontada para minha cabaça e com os gritos de “perdeu, perdeu”.

Diário ES: Qual foi sua reação?

Vítima: Fiquei muito assustado! Minha esposa está traumatizada e graças a Deus nosso filho não acordou. Ficamos sem reação e com medo que algo pior pudesse acontecer.

Diário ES: Houve algum diálogo entre você e os bandidos?

Vítima: Sim. Eu pedi para que não fizessem nada de mal a minha família. E quando já tinham furtado joias, dinheiro e celulares disseram que levariam também a Hilux. E ainda contaram que estiveram em minha casa no Natal para realizar o assalto, mas desistiram quando perceberam que estava com visitas.

Diário ES: Você ponderou com eles?

Vítima: Pedi para que levassem o VW Saveiro e eles responderam que a Hilux lhes renderia R$ 8 mil, enquanto a Saveiro somente R$ 2 mil.

Diário ES: Eles foram violentos durante a ação?

Vítima: A violência psicológica é terrível, mas fisicamente não fomos agredidos. Em determinado momento um deles efetuou um disparo contra um armário da casa.

Diário ES: Como vocês pediram socorro depois que os bandidos foram embora?

Vítima: Quando foram embora, nos deixaram presos num quarto da casa, quebrei a porta com chutes e socos. Pedi socorro ao vizinho mais próximo que fica a pouco mais de 200 metros, e de lá liguei para a polícia. Ao quebrar a porta, tive ferimentos nas mãos que precisou de alguns pontos.

Diário ES: Vocês possuem cachorros soltos no quintal da casa?

Vítima: Sim, temos. Mas acredito que os bandidos tenham dado algum alimento com sonífero para os cães, pois não latiram.

Diário ES: Depois deste trauma você e sua família pretendem voltar a morar nesta casa?

Vítima: Não. Principalmente minha esposa, ela está traumatizada e não quer voltar de maneira nenhuma.

Diário ES: O que espera da Polícia?

Vítima: Eu confio na Polícia. Ela está trabalhando no caso e espero que os assaltantes sejam presos e que a justiça seja feita.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *