Acordeonista de Venda Nova vai participar de festival nacional em Santa Catarina

Átilla Cola será o primeiro acordeonista do Espírito Santo a representar o Estado no Festival de Acordeon de Itaiópolis

Texto: FMZ/Foto: Divulgação

Átilla Cola, um dos grandes nomes da música de Venda Nova do Imigrante, será o primeiro capixaba a representar o Espírito Santo na 4ª edição do Acordeon Festival de Itaiópolis, em Santa Catarina, no próximo dia 7 de março.

O músico já está se preparando para o festival que é a nível nacional. “As expectativas são as melhores possíveis. Estou sendo o primeiro acordeonista do Espírito Santo a representar o Estado em Santa Catarina nesse festival, então é uma responsabilidade muito grande. Estou muito feliz”, conta Átilla.

Segundo o acordeonista vendanovense, essa participação será uma oportunidade de levar o nome de sua cidade para fora do Estado. “Quero agradecer ao Marcelo Rauen que é o organizador desse festival e me fez o convite. Vamos lá representar o município e levar o nome de Venda Nova, do Espírito Santo, e mostrar para Santa Catarina o nosso trabalho e a nossa arte”, disse.

Atualmente, Cola é aluno do professor Chico Chagas que também é um dos responsáveis por sua participação no festival no Sul do país. Chagas é acordeonista, pianista, baixista, compositor e arranjador. Natural do Acre, o professor mora há quatro anos do Espírito Santo e faz sucesso pelo Brasil e pelo mundo tocando sanfona e especializando outros músicos.

Venda Nova sempre teve muitos músicos e tocadores de acordeão, instrumento que tem fortes ligações culturais com os imigrantes italianos e seus descendentes. Foi justamente na Festa da Polenta que Átila iniciou sua carreira profissional com um show na “Casa da Nonna”. De lá para cá, o jovem trilhou seu caminho na música gravando um CD solo e participando de outras duas gravações.

Átilla também gravou um DVD, em Goiânia, junto com o cantor Léo Gomes e também participou do programa Terra da Padroeira da TV Aparecida, na ocasião tocou uma música com a dupla Ataíde e Alexandre.

Em toda sua trajetória, Átilla sempre contou com o apoio e incentivo de sua família. “Comecei na música com o incentivo dos meus pais. Eles sempre me incentivaram desde o começo”, completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *